Background

segunda-feira, 28 de julho de 2008

E eu consegui!


Uma noite mal dormida, doses exageradas de ansiedade, insegurança e terror.

Sonhos loucos, hipóteses.

Numa tarde de sexta- feira ela liga o rádio e espera a notícia que poderia mudar sua vida, espera, espera e nada. O telefone toca e ela ouve: 'Ei, você passou. Parabéns!'. Ela fantasiava como todos os pré-vestibulandos 'quando eu passar no vestibular...', e achava que seria legal, tá. Na hora foram tantas reações ao mesmo tempo que ela não fez nada.

chorou, riu, gritou e tremia. Tremia muito, teve até medo de não aguentar!
'aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah! passei carááááááááaááááleo!', foram as suas primeiras palavrinhas. :x

Sua mãe chorou muito, valorizava cada dia que a via entre os livros, reconhecia sua aptidão e sentia como se ela mesma tivesse sido aprovada. Seu irmão queria comemorar, seus amigos não paravam de ligar. Seu namorado comemorou, fez lindas declarações de amor, sente orgulho dela e acredita tanto, que ela até chorou.

Suas primas e tias, sentiam como se fosse com elas. Uma alegria escancarada.Mas o que doeu mesmo foi seu pai que se limitou a dizer 'parabéns'.Ela já nem se importa tanto com ele, mas dói ainda saber o quanto ele diminui as suas conquistas e os seus sonhos.


Ela não se lembra de um dia tão feliz, não se lembra de ter tocado tantas emoções ao mesmo tempo, sabia muito sobre felicidade, sobre ser PLENA, mas nunca havia sentido. Felicidade é demais.

Quando você sabe o que faz de melhor,sonha muito em trilhar um caminho, sabe o quanto pode alcançar é bem assim. Também o destino quer participar, (todo mundo sempre quer participar) então ele adia essa alegria até você estar bem preparado.

A sua felicidade sempre está bem pertinho, sempre sopra no seu ouvido as dicas de como encontrá-la e onde vai estar de braços dados com ela, por longos anos.

Pra ela é lindo, ela nem está cabendo em si mesma, prefere não gritar tão alto (não se grita muito alto a felicidade), mantém tudo bem guardado e só partilha com quem realmente vale a pena. É um pouco triste também, ela queria alguns abraços de pessoas que não ligam muito pra ela, desprezam e medem em dinheiro o preço da felicidade.

Retorno financeiro é consequência, o meu objetivo na vida é paixão.

Acredite em você, viva pelo que você acredita.


Com paixão e sacrifício a gente consegue.

Um anjinho jornalista que faz um bem danado a ela, ligou e a fez tão feliz. Ele diz que é até fã (imagina?!), gosta dela. Nunca se viram pessoalmente mas carinho e afinidade vão além de um contato físico. Obrigada por cada palavra, demais.

Deus, obrigada por tanto amor, por tanto cuidado e por me fazer a sua filha mais feliz. Por mais que o meu pai biológico deixe esse vazio em mim, ter Você na minha vida supre tudo,eu te amo.

"Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém."

9 comentários:

J. M. disse...

Laís, obrigado pelo comentário. E esteja a vontade para voltar sempre que tiver vontade. Será sempre bem-vinda. Um novo amor a cada amanhecer? Hum...comigo não está sendo assim. Mas estou mudando. É o que importa. Começando a olhar a vida por outras perspectivas.
Abração.

Vanessa disse...

Lai, parabéeeeeeeeens...
vi no blog da Nara que passou em letras vernáculas...
meus parabens. Um objetivo alcançado, nos põe pra cima, vontade de continuar.
Que ainda venha muitaaaaaaaaaaaaaa felicidade e sucesso.
beijaoo

Eric Luis Carvalho disse...

O anjinho jornalista diz: Que bom saber o bem que faço. Que bom mesmo Lay. E sou fã sim, muito fã. E não tenha dúvida da alegria que foi pra mim e isso sem sequer ter olhado de longe a menina de palavras mágicas.

E não existe o pq de agradecer...tenho certeza de que é só o começo de uma grande verdadeira e sicera amizade.

Por o que se eternizam são suas palavras, de que com amor tudo é possível.

E fica o meu carinho e admiração (ainda maiores)e com olhos até mareados d'agua por essa recíprocidade tão bem vinda.

beijo enorme Lay!

Polêmica disse...

Parabéns! Isso é só o começo de muitas conquistas profissionais!
A felicidade é isso mesmo, são momentos de vitória, é um prazer inexplicável que sentimos quando alcançamos o que a gente tanto sonhou!

Beijão!

Jéssica disse...

Parabeeeeeeeeeeeeeensssss!!!
Nossa, deve ser uma felicidade e tanto. Nem imagino como vá ser a minha... tantas inseguranças me seguram que eu nem sei mais de nada.

Parabéééns! E passou pra quê? :D

;**

Michele disse...

Layz, querida, parabéééns! Você com certeza merece a vitória, por todo esse esforço relatado! :)

Passou no vestibular para que?

E sim, o que importa é a paixão. O retorno financeiro é consequência; só com amor conseguimos realmente ser bem-sucedidos, obter sucesso na carreira que escolhemos para nós!

Parabéns de verdade, mais uma vez! Sei bem como é essa sensação de recompensa pelo esforço vivido! :)


Quanto a seu pai, às vezes falta aos homens apenas um certo jeito de demonstrar sentimentos. Certeza que ele está orgulhoso demais da filhota também!



Um beijo grande!

.Intense. disse...

Ei Layz...vim retribuir a visita e agradecer a autorização pra postar seu texto - na verdade, o post daqui debaixo, né. E olha que notícia boa encontrei por aqui.

;)

Não prestei vestibular, entrei na faculdade diretão. Logo, sei que não consigo nem imaginar como será a emoção de...literalmente, passar por uma prova pra correr atrás de um sonho, começar uma nova fase. Imagino que toda essa emoção vá me acometer, então, na colação de grau: em fevereiro de 2009, se deus quiser. E espero ter tantas pessoas queridas pra comemorar e ficar feliz comigo assim tb...agora não tá dando pra acreditar em mta coisa, confesso, ahauhauhauha...

Beijos intensos!
e parabéns de novo!

;*

Roberta Costa disse...

Moçaa!

Parabénssss!!
Que essa nvoa etapa de sua vida venha repleta de sucessos e descobertas..
a vida acadêmica é muito boa.. bem difícil + muito boaa mesmO! :)

beijO grande e curta sua vitóriaa!!

:)

Naraiana Costa disse...

Mais uma vez.
Parabens, parabéns e parabéns.
Pelo seu talento, pelas suas palavras doces e concisas, de sempre. Meus parabéns.