Background

sexta-feira, 26 de março de 2010

Sozinho

Estar sozinho é, muitas vezes, querer abandonar-se. Quando só você não pode desistir de si mesmo, quando ninguém mais acredita, quando ninguém mais está ao seu lado, quando você descobre que, inevitavelmente, foi boa demais pra tudo, não cabia nos desejos, não cabia nas pessoas, não cabia nas palavras até os elogios não cabiam em você.
Assumir quando se é doce, e não permitir ser dominado pela amargura - meio amargo só chocolate.Os valores estão cada vez mais invertidos, é bonito ser falso, ser amargo, ignorar as pessoas e estar cada vez mais indiferente e mais frio a tudo.
O amor virou bobagem,e nem em novela é bonito ser puro e amar assim.A solidão só é venenosa quando administrada em doses altas, poucas doses de solidão são vitaminas - força, conhecimento e lealdade.Pode até doer em alguns, podem abandonar seus caminhos e desistir de seguir, sejam guiados pela vontade de ver 'o circo pegar fogo', ou 'o bicho pegar',isso é ser cruel quando está ao seu alcance evitar.

O sofrimento alheio, a solidão alheia e a inquietude não são motivos pra se divertir, o coração não pode parar.Devo confessar que ultimamente a vida tem me causado uma estranheza enorme, mas eu não penso em desistir, tenho me sentido cada vez mais estimulada a continuar e remar contra a maré - ninguém pode roubar o que está bem guardado em mim.


Gente, ultimamente eu não estou muito inspirada... Lembrei que um professor, ano passado, fez uma conta louca, uma numerologia lá, e me disse que 2010 não seria um anode muita produção, seria um ano de mais projetos, construção, mais ação e menos introspecção - tomara que ele só esteja certo em parte, quero continuar atualizando aqui, mas tenho estado cada vez mais exigente, nunca acho os textos suficientemente bons, pra mim estão sempre superficiais. Volto sempre, não com a frequência muito alta, mas volto.

Muito obrigada pelos comentários, vocês me ajudam a ir sempre além do que espero. Obrigada aqueles que não tem blog pra que eu responder, ou que tem a página bloqueada. Leio sempre todos os comentários com carinho e respondo.

13 comentários:

Bruna Trindade disse...

ahh, menina..Você sempre boa com as palavras!

Outro dia me senti assim, superficial, mas fui tomada, recentemente, de uma vontade estranha de querer escrever... Esquisito isso, mas enfim!

Escreva, Soninha. É sempre uma satisfação inenarrável te ler, e olha que eu digo isso pra todo mundo, mas no seu caso é verdade- parafraseando Marcelo, hahaha. (brincadeira isso de 'dizer isso pra todo mundo', hein? Você bem sabe né? hehe)

Beeijo ;*

Danusa disse...

Honey,

Mais uma vez me identifiquei... Eu gosto muito de ficar comigo mesma, mesmo que muitos não entendam...

Beijo!!

BelaTeixeira disse...

O show não pod parar! Seja no palco ou nas cochias....

"Assumir quando se é doce é não permitir ser dominado pela amargura - meio amargo só chocolate." - fato!

Bjinho =***

Melina F. disse...

Lindo!

mabs disse...

amei sua descricao da solidao...so me leva a pensar num ponto...o ponto de equilibrio!!!
amo vc e seu jeito de ser...
'ninguém pode roubar o que está bem guardado em voce.'
(acrescento: o q HA DE MELHOR guardado em vc)
saudades...

Suzana Z. disse...

É Laiz, às vezes quando vejo que estou deixando a amargura e a frieza dominar meus sentimos, eu me pondero e tento ser mais doce... a vida já é tão complicada né? A gnt a deixa melhor quando ficamos bem, de bem consigo mesmo!
Volta sempre, mesmo q seja só p/ dar um oi!
bjoks e boa semana querida!

Vanessa M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa M. disse...

ó, eu sinto essa estranheza de vez em quando. e o que faço? continuo... até sentir tudo meio íntimo novamente. o segredo é nadar mesmo, Lay.

ó, quanto a 2010, tomara que seu professor esteja meio errado. pq, menina, eu tenho tanta coisa pra produzir esse ano...

os projetos foram em 2009, esse é ano de colocar a mão na massa.
;)


Beijão, Lay.


escreva, escreva, mesmo que seja pra depois apagar.

=*

Michele disse...

Layz, suas palavras não precisam ser rebuscadas, nem precisamos de textos longos! Mas é muito bom ler palavras como as que você usou agora, porque eu pude sentir o sentimento em cada uma delas.

Você tem razão! Tudo parece fora do lugar demais! E isso desencanta, sim. Cansa também! Mas procure pensar que o amor é e sempre será o sentimento mais sublime do mundo e há quem o valorize tanto quanto você! Não desista de ver o mundo cheio de cores, não! Porque com o tempo, no fim das contas, ainda que ele apresenta apenas em branco e preto, temos de aprender a colori-lo, mesmo que um pouquinho por dia! :)

Um beijo, querida!



* Ei, não foi minha primeira visita ao seu blog! Não me reconhece, não? hahaha

Nathy disse...

Muito perfeita sua descrição. Seus textos são muito bons! :)

Iasminne Fortes disse...

A solidão nos traz, também, bons frutos. Podemos pensar melhor, nos ajuda a saber o que queremos de fato. Mas eu gosto mesmo é quando vc abandona a solidão e vem dividir isso aqui com a gente.

Adoro te ler.
Beijo grande =*

Midi disse...

Layz e as palavras, encontro sempre com bons resultados! Lindo texto querida.


Beijo =*

Luciana Lís disse...

Abandonando a solidão e pegando uma pena, vc divide um monte de coisas boas com a gente. Reflexões e a metafísica do que é seu humano.

Muito bom!
;*