Background

sábado, 5 de dezembro de 2009

Muito mais que uma jornada, uma caminhada, passos largos - a sensação exata de vida.
Como se o amor tivesse a sua forma, o seu jeito, o seu cheiro e a sua voz.
Se o amor é alguém pra alguém, é você pra mim.

Alguma coisa abandonada na estrada as vezes me faz sentir pesada, como se o peso da bagagem aumentasse cada vez que eu penso no que ficou pra trás, com olhos pesados e leves ao mesmo, com sua imensa contradição. Sonhos não são pesados quando são o foco, eles pesam quando são pensamentos, distantes, muito longe de se realizarem. Muito longe da fé do sonhador.
Já não há mais espaço pro medo, pra insegurança ou pra querer te buscar de novo - não há mais tempo, nem beleza pra voltar atrás - só restou aprendizado, querer mais que isto é regredir pra sempre.

A bagagem não pesa mais porque não se pensa mais no que ficou, os olhos estão fixos - olhar pro lado nem sempre significa descoberta - o coração está sereno, a alma mais leve. A estrada permite tropeços mediante olhos atentos, nunca repetidos.


A minha dor me inspira e me faz contar pra mim o que eu não quero me dizer.


. Tava mesmo com saudade de postar. =)
. O twitter me roubou, fico lá presa nas pequenas postagens, mas voltarei a postar com mais frequência.
. Na UEFS só vamos ter férias em fevereiro, para os mais otimistas, final de janeiro - eis o motivo do meu sumiço - muito trabalho, resumo, prova, seminário e uma pessoa (quase) morta.

13 comentários:

Bruna Trindade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna Trindade disse...

Minha bagagem também tá levinha, levinha!!

p.s: Com relação a UEFS...
...Somos duas...(quase)mortas!!

Sempre bom passar por aqui, Soninha!

Jéssica disse...

Tenso esse "pessoa quase morta" do final. É seu cansaço ou realmente alguém está em perigo?

Enfim, se sim, melhoras. E espero que tudo dê certo.

O twitter rouba qualquer um, de boa, então faça o contrário, peça para que os outros lhe sigam lá. Acho que o blog tá perdendo um bucado o brilho depois que chegou os 147 caracteres na nossa vida uaheusahease


**:

mauzaptravel disse...

Coisa linda demais gente!!
Continue escrevendo, você tem talento e eu me orgulho de vc!
Te amo princesa.

Algumas poucas palavras... disse...

"A minha dor me inspira e me faz contar pra mim o que eu não quero me dizer"
Ah Lay, isso aqui foi a doce confissão que eu precisava ouvir ,especialmete estes dias ...
Volte mesmo ! E deixemos que as dores nos inspirem , e que as palavras nos esvziem na busca incessante de um querer sempre mais.

Sucesso !

BelaTeixeira disse...

Bom te ver de volta e te ler.

Vc continua 'roubando' meus pensamentos...

Bjo =*

Bruna de Sousa disse...

Se no momento, me falta inspiração, para você, vejo que sobra, hein? Ótimo texto. :D
Você faz que curso?
Realmente, a faculdade rouba todo o tempo que a gente tem para escrever.
Mas arrume sempre um tempinho pra escrever. Adoro seu blog!

Um beijo!

Patty Sanpi disse...

"A minha dor me inspira e me faz contar pra mim o que eu não quero me dizer."
Lindo e profundo demais!
Obrigada por atender ao pedido de retorno.
")

Iasminne Fortes disse...

Oh Laís, o melhor de voltar ao blog é poder ler as pessoas que gosto e deixar aqui a minha impressão sobre o que li.

Gostei muito do seu texto e me identifiquei muito quando li essa parte: 'Sonhos não são pesados quando são o foco, eles pesam quando são pensamentos, distantes, muito longe de se realizarem.'

Às vezes, me sinto tão pesada! E é justamento quando o medo me faz perder o foco, aí vem a esperança me inundar de fé e me sinto leve novamente. Beijão, Layz!

=*

Camila disse...

obriigadaa, vou te linkar no blog


bejoos

Lara disse...

Lindaaaaaaaa
vc é uma artista (:

Vanessa M. disse...

sonhos realmente não são pesados quando são o foco. mas manter o foco é o desafio.
e o "lá atrás", a gente deixa pra contar um história pros netos, pra relembrar com os amigos de momentos. o que ficou lá atrás não serve pro presente, para o agora.

viva, Lay.

você demora uma cara pra postar. qual o caso? a faculdade que tá te roubando daqui?

Danusa disse...

Oie!

Já tinha lido, mas passei aqui e li de novo, de novo e mais uma vez... Bagagens sempre trazem lembranças...

Bjo!!!