Background

sábado, 12 de dezembro de 2009

Amor e caminho

O quarto está vazio e é como se seu silêncio gritasse nele o tempo inteiro. Pelas portas, pela janela, pela estante - as roupas conversam e se combinam esperando o melhor jeito de te combinar, os sapatos ensaiam os passos pra chegar mais perto - eu não ajo mais.
Arde em mim como se fosse verdade, a lembrança que eu vesti de mentira, que eu contei pra mim como mentira, que eu menti e camuflei - te escondi. Não há mais nada, nem palavras, nem um tom de luz que me faça acreditar por um minuto que o ambiente está pronto, você não vai voltar, não há o que fazer, nada físico alterará as rotas.
Eu formulo mil teorias, caio num sono profundo, mexo as pernas, fecho os olhos, bebo água, bebo mais água ainda, acordo e você não volta, olho e não te vejo mais. Te transformo, novamente, numa lembrança.

Mas o amor, quando é pra chegar, se veste na forma de decepção, de onde menos se espera ele surge e quanto menos se espera mais ele arrebata - corações sempre limpos, não esperam por nada e por isso sentem tudo - o máximo de sensações, de gostos, de toques. A delicadeza de um olhar e a maneira mais cruel e sutil de dizer sem palavras um 'eu te amo' inconfundível, inesquecível, desses poucos que explodem dentro e quando sai enche quem ouve e quem disse - transforma.
Você quando me amou não me pediu pra ser simples, nem nada. Quem ama não pede nada. Há apenas mais um caminho, cheio de pedras e obstáculos suficientes pra eu tentar ser acolhida por você, pra você me provar que seu colo tem o tamanho exato da minha solidão.

11 comentários:

Lara disse...

Ahn o amorr...doce inspiração! rs
Lindo lindo Lay (:

Lara disse...

' seu colo tem o tamanho exato da minha solidão. '
perfeitoooooo!

BelaTeixeira disse...

Se nao houvesse amor pra sonhar... estaria tudo perdido.
Ah... como entendendo perfeitamente essa sensação descrita por ti!
Imaginação? Mentira? Com certeza um vazio.. que doi...
Eu quero colo!

Iasminne Fortes disse...

Sem dúvidas esse foi um dos melhores textos seu que já li. Realista demais, e isso, às vezes, faz doer. E como faz!

'pra você me provar que seu colo tem o tamanho exato da minha solidão. '

é só isso que queremos e muitas pessoas ainda não sabem dá. Esse trecho disse tudo, Layz! Parabéns!
=*

Suzana Z. disse...

Que saudade que eu estava dos seus textos...
Lindo, lindo!
bjo

Midi disse...

Lindoo mesmo!!

Bruna Trindade disse...

Soninha dá show!! hahaha

Você também é meu orgulhinho..;*

Juliana Cordeiro de O.Silva disse...

' corações sempre limpos, não esperam por nada e por isso sentem tudo '

Isso é a coisa mais pura e sincera que eu já li!

Muiito, muiito lindo Lay

*--*

Jéssica disse...

Lindo, adorei, principalmente esse final, do colo ser do tamanho da sua solidão.

*-*

Iasminne Fortes disse...

texto novo, texto novo, texto novo... please, please! haha

Layz, querida, precisava vir aqui e te desejar um 2010 LINDO pra vc =)

Lia Honorato disse...

É tão lindo este conto que me dá vontade de publicar no meu blog.Só preciso do teu aval.É claro que vou te dar todos os créditos.Bjus