Background

terça-feira, 7 de julho de 2009

Distância

Não que ela quisesse se envolver, mergulhar fundo não estava nos seus planos.
Sempre foi intensa em tudo, até em olhar ao redor e saciar a sede com água gelada, mas havia decidido ser suerficial, andar na ponta dos pés, colocar apenas a ponta dos dedos e revelar apenas aquilo que se pudesse ver, mais nada além do visível.

Foi diferente quando descobriu que pisar com os dois pés descalços é possível, que tudo é possível diante do querer do corpo, do suplicar da alma, da descoberta surpreendente da capacidade de guardar, se transformar, ser quem quiser no seu próprio tempo e enlouquecer sem ter porque. Lentamente a saudade se transformou em amor, o que era pra ser paixão virou amor, mesmo longe dele tantos quilômetros ela se apega ao reencontro, sabe que não existe ninguém mais interessante que ele em todo o mundo, sabe que será sempre a mais bonita, a mais incrível e a inesquecível, enorme, 'saudade-amor'.
Não há mais distância, os corações quando estão próximos fazem o corpo sossegar, estar sóbrio, guardado para quem chega, os olhos e cada lance e possibilidade de sedução estão guardados para a volta - mesmo quando não se sabe se haverá volta, mesmo que ele nunca vá chegar - ainda há quem o aguarde com a cabeça, o coração, os olhos, a alma pronta para receber.


Para ela, a menina que ama quem mora longe.

11 comentários:

Jéssica disse...

Eu lembro de ter visto algum blog ou orkut com esse perfil, de uma menina que amava quem morava longe. Não sei se é a mesma...

Enfim, adorei o texto, me identifiquei com essa coisa de ser um pouco superficial e de repente se entregar...


;***

Eric Luis Carvalho disse...

Bom...sempre muito bom ler essas doces confissões....saudades da minha muzenza querida...

Conceição Pedreira disse...

Oi Layz,adorei o blog... tá bem a sua cara!! Sempre estarei visitando, posso? Beijos p

Danusa disse...

Lindooo Lindooo... Até deu saudade de amar alguém que está longe, mas se amar alguém perto já é "dificil" imagina longe...

Bjos amiga virtual!!

Naiara Sales disse...

Minha escritora predileta..

seus textos sempre tocantes, me fazem viajar em pensamentos que me levam à lembranças adormecidas.

Este, em especial, significa muito para mim, que entendo perfeitamente a arte de amar que mora longe. Como é difícil..

Ah, o dom de colocar em palavras o que está no coração, foi lhe dado por Deus e espero que o use para nos alegrar e emocionar com lindas histórias.

Tenho orgulho de vc, Layz Costa.

Rosana disse...

ahhh.... distancia, amor, saudades...

to me sentindo tao só hoje...
triste.

um beijo lays...

Daniel Abreu disse...

Que saudade de ler você.

=]

Isabela Juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabela Juliana disse...

Eu add seu blog aos meus favoritos! Amei os seus textos.. principalmente a intesidade! os sentimentos! tao familiares...
Ainda estou lendo alguns dos seus textos..
Tb amo escrever, mais pra mim que pros outros.. Tb cultivo meu blog como meu cantinho...
Saudações de uma "menina que ama quem mora longe"

Anônimo disse...

Uns meses atrás se visse esse tal texto ria demoronar, amei por aproximadamente 1 ano meu ex que morava longe.. Lindo demais esse texto é perfeito para quem realmente tem esse sentimento de desejar uma pessoa que não está por perto!

Anônimo disse...

Uns meses atrás se visse esse tal texto ria demoronar, amei por aproximadamente 1 ano meu ex que morava longe.. Lindo demais esse texto é perfeito para quem realmente tem esse sentimento de desejar uma pessoa que não está por perto!