Background

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Ela, o amor e as palavras

Falar não é mesmo o seu forte, as decepções, o medo e a insegurança conseguiram calar ela.
Um menina diferente, que se nunca se entrega por inteiro, entrega sempre bem devagar o seu coração como se isso fosse diminuir qualquer dor que possa surgir, como se os amores fossem sempre acabar. Dentro dela é outra coisa, tudo diferente. Ela é todo contradição;

Uma decepção ali, outra aqui mas não tem jeito, ela continua seguindo em frente e acreditando nas pessoas, não diz muito o que sente e estuda os comportamentos como se pudesse entender a todos mas ela mesma se considera uma exceção.
Os amores são grandes, os beijos são longos mas a razão faz questão de dar a última palavra.
Porque tanto medo, menina? Será que a dor é maior que a vontade de amar?
As palavras nunca sufocam quando se ama, as palavras libertam, clareiam qualquer escuridão que haja entre dois. Fale quando tiver vontade, o quanto tiver vontade, faça alguém feliz, haja como você gostaria que agissem contigo mas se entregue.

A entrega é a coisa mais linda, aquela sensação de estar nos braços de alguém presa ali num longo abraço mas com os pés no chão, uma prisão por vontade. A única incerteza que se tem é quanto a segurança desses braços, podem não ser tão seguros, tão firmes quanto pareciam, como se comprometiam. Mas tudo te faz mais forte, nada pode te fazer regredir. O amor é nobre e o que é nobre se prolonga em nós e nos faz nobres, fortes e firma nossos pés.

Vá até onde você conseguir, mas dê um passo a frente mesmo quando não tiver certeza se há mesmo chão. Quer um segredo: o amor e a esperança te dão asas -quando não houver mais chão, você pode voar.
.......................................................................................

Seliinho lindo, presente da Flor. Obrigada Flor pelo mimo, sou fã do seu blog, da sua história.

Obrigada também pelo carinho de vocês, pelos comentários e pelos recados carinhosos lá no orkut sobre o blog, gosto muito disso.

Um beijo e boa semana pra vocês;

19 comentários:

Camilla disse...

mesmo que haja arrependimento depois, é sempre bom arriscar !
muuito liindo esse texto amiga!
você sempre com seus textos fabulosos ! :D

Gabriella disse...

'O amor é nobre e o que é nobre se prolonga em nós e nos faz nobres, fortes e firma nossos pés.'

Layz que coisa liinda!!
De todos que eu já li esse foi o seu melhor texto, aí Lay você nem tem noção de quanto seus textos me fazem beeem!!

*.*

Anny Viana disse...

nossa,gostei e me identifiquei :)
:*** layz.
vou ta sempre por aqui

Julio Melo disse...

voar é muito bom, o ruim é cair... porem é assim q se aprende


belo blog

Janete Andrade disse...

ai deu nó na minha garganta qdo li esse post, cada descreve exatamente a maneira como amo... o meu amor é amor sem entrega, acho q amo sem paixão... amo como se todo amor fosse acabar amanhã e acaba mesmo pq nunca me entrego. falta amor no meu amor. :~
doeu isso q tu escreveu. :x

beeijO moça e é muito bom saber q gosta do meu blog, e saiba q tb gosto muito do seu, já me identifiquei tanto com suas palavras... :)

*;

Tony Madureira disse...

Olá,

Este texto está muito bom!
Gostei imenso.
Vou voltar.

Bjs

Eliane disse...

Adorei ler suas postagens.Muito inteligente e interessante o seu blog.Parabéns!

Magnum Borini disse...

Olá! adorei o blog! volto assim q tiver novidades! abração!

Iasminne Fortes disse...

Seu blog é doce. E quanto a seu último post, gostei muito, porém não consigo me entregar 'devagar e aos poucos'. É sempre avaçalador!

Continuarei te lendo, moça!
;*

Flor disse...

me identifiquei....

nunca me entrego totalmente... alias, melhor assim, pq vivo me decepcionando...
beijoo... que bom q gostou do selo...

Daniel Abreu disse...

Gosto quando você fala de amor.

=)

Viajante da Imensidão disse...

Muito lindo o seu blog Layz....realmente sempre é bom se entregar e deixar que o coração fale um pouco mais alto...mas para quem já teve decepções é bem difícil mesmo...amar as vezes é sofrido, mas vale a pena tentar, pq é o sentimento mais nobre que existe....desculpe não ter te visitado antes, é que ultimamente ta meio corrido pra mim....mas venho visitar sempre que puder...

Boa semana...Bjos

Sheyla disse...

Layz,
Sua escrita delicada toca-me profundamente, nesse exato momento. Tão doce: "o amor e a esperança te dão asas -quando não houver mais chão, você pode voar".
Bjs menina linda.

Polêmica disse...

Muitas vezes a felicidade está perto de nós mas, não nos entregamos por medo de sofrer decepções mas, ninguém pode perver o futuro portanto, temos que nos entregar e ser feliz de corpo e alma.

beijos!

máa :* disse...

Ficou lindo, mesmo! Parabéns.

Estou procurando as asas e o chão, ambos sumiram.
:*

lais disse...

arrisque SEMPRE!
zõ/

Tatah Marley's Confissões disse...

arriscar sempre é preciso em qualquer situaão!

beijinhos gata!

Vanessa disse...

entrega, deixa fluir...



desculpa a ausência, os comentários que não está mais existindo com frequencia, mas estou distante. principalmente de mim.

beijos, queridaa

Anônimo disse...

Sinto-me honrada por saber que esse texto foi escrito para demonstrar a minha personalidade temerosa. O medo de arriscar e aventurar-se na vida, sempre me assustou.
Você é uma excelente escritora mesmo Lay. Muito obrigada por me fazer essa homenagem !
BeijãO da sua leitora predileta, Naiara.